Menu

domingo, 19 de agosto de 2018

Mini pão caseiro

Essa receita vi na TV Aparecida no Programa da Claudete,a receita que citei na postagem anterior, que é pincelada com água.Não encontrei o link  para colocar aqui.A única diferença foi que troquei o fermento em tablete pelo seco instantâneo.









Ingredientes
  1. 1 colher (sopa) de fermento biológico instantâneo
  2. 1 colher (sobremesa) de açúcar
  3. 2 colheres (sopa)de margarina
  4. 1 xícara de água morna
  5. 2 e 1/2 xícara de farinha de trigo
  6. 1 e 1/2 colher (café) de sal
  7. farinha de trigo para polvilhar
Preparo
  • Misturar o açúcar,fermento e a água.Acrescentar a margarina,sal e a farinha de trigo aos poucos,misturando até soltar das mãos.Sovar  até formar uma massa lisa.
  • Cobrir com um plástico e deixar descansar por 30 minutos.
  • Dividir a massa em pequenas porções e modelar os pãezinhos ou fazer cordões e cortar como nhoque (tamanho maior  que nhoque).Pincelar com água e polvilhar farinha de trigo(a casca fica crocante).Fazer cortes com uma tesoura em formato de cruz (os meus sumiram depois que  cresceram).Colocar em  uma assadeira untada,deixar crescer novamente.Assar em forno preaquecido a 180°C até dourar levemente;

quarta-feira, 15 de agosto de 2018

Segredos para um pão caseiro perfeito

Outro dia procurando saber qual a função de pincelar os pães com água antes de assar,encontrei essas dicas que são bastante interessantes e estou compartilhando,no caso quando se refere a avó é da dona do blog citado na fonte.E agora,mãos na massa e pãozinho quentinho sem erro.
Fonte das dicas:Os segredos do pão caseiro perfeito


Primeiro Segredo
  • Minha avó sempre falava que minhas mãos são ótimas para fazer massas; por estarem sempre quentinhas.
  • Sabe porque?
  • O fermento de pão adora tudo que é “quentinho”.
  • Se você tem as mãos frias, é necessário: lavar suas mãos na água morna antes de começar a socar a massa.

Segundo Segredo
  • O fermento ama açúcar, é o seu alimento favorito… agora o sal, ele odeia com toda sua força. Normalmente adiciono o sal no final do preparo, depois da primeira sova.
  • Para quem não quer usar açúcar branco, pode colocar: mel, açúcar mascavo, rapadura ou melado.

Terceiro Segredo
  • Quer mais sabor? Use ovos!!
  • Eles dão mais cor, sabor, textura e nutrientes ao seu pãozinho.
  • Porém, se usar, reduza a quantidade de água. Cuidado que a clara do ovo pode ressecar o miolo e a casca do pão.

Quarto Segredo Segredo
  • A farinha ideal é aquela que tem mais glúten e proteína, já para fazer bolos, o ideal é usar farinha com menos glúten.
  • Aqui no Brasil, a farinha é classificada pela quantidade de casca contida nela, indo da menor proporção até a farinha integral.
  • Em alguns países da Europa, as farinhas são classificadas pelo teor do glúten.
  • Resumindo, não temos a mesma qualidade e variedade que as farinhas utilizadas na Europa, e isso significa que a farinha de lá é melhor.
  • Uma dica importante: sempre peneire a farinha branca, isso deixa ela mais fofa e porosa, além de tirar algo que não era para estar lá.
  • Outra dica: deixe sempre a farinha ao seu lado quando estiver preparando a massa, e ir adicionando aos poucos até ela soltar das mãos.

Quinto Segredo
  • Sabe o porque é necessário usar gordura no preparo de uma massa?
  • A gordura faz o seu pão ficar macio e fresco por mais tempo, retardando o seu envelhecimento. Isto acontece porque a gordura preenche os poros da massa e forma uma camada protetora que retém umidade.
  • Ela também lubrifica o glúten, tornando as proteínas mais elásticas, fazendo-o crescer.
  • Mas sem exagerar, muita gordura pode atrapalha a ação do fermento e assim, o seu pão acaba ficando mais pesado.
  • A gordura animal, tipo a manteiga, adiciona mais valor nutricional e sabor a sua massa.


Sexto Segredo
  • A água ou o leite, hidratam as proteínas da farinha de trigo, tornando possível a formação de glúten. Ambos precisam estar mornos para ativar o fermento.
  • Faça o teste, aqueça a água e coloque o seu dedo, se você aguentar 5 segundos, é porque a água está ideal para preparar a sua massa.
  • Nos dias quentes, não é necessário usar água morna para hidratar a farinha, basta estar em temperatura ambiente.
  • O calor da sua mão irá ativar o fermento e fará o seu pão crescer.
  • Escolheu usar o leite?
  • Então saiba que o leite aumenta fermentação da massa e cria uma crosta mais clara e macia depois de assada, além de dar mais sabor no seu pãozinho.

Sétimo Segredo
  • Existem dois tipos de fermento biológico: fresco e o seco. Não vejo diferença entre eles, o único problema é que o fermento fresco estraga bem mais rápido do que o seco.
  • Para ativar o fermento, basta colocar um pouco de açúcar, farinha e água morna. Aguarda 15 minutos até essa mistura ficar areada.

Oitavo Segredo
  • Agora, o momento mágico, vamos sovar a massa!!!
  • Faça exercícios, desconte a sua raiva… alivie o stress durante 10 a 15 minutos, para ter um pão bem bonito.
  • A sova é importante para ativar o glúten e o ponto ideal é quando a massa fica elástica e lisa.
  • Quer fazer mais um teste? Empurre o dedo na massa e observe, se ela começar a voltar, está no ponto correto, pode deixar crescendo.
  • Ideal é sovar a massa duas vezes, com intervalo de 30 minutos no mínimo.

Nono Segredo
  • Um pão, sempre gosta de lugares quentinhos para descansar, crescer e ficar mais fofinho.
  • Minha avó embrulhava o pão numa toalha de mesa ou pano de prato, e cobria com cobertores.
  • Eu já faço um pouco diferente, apenas cubro a travessa com um pano de prato e deixo descansando no forno.
  • Já nos dias frios, pré-aqueço o forno durante 10 minutos e apago o fogo.
  • Depois de cinco minutos, coloco a massa lá para descansar por uma hora, sovo novamente e deixo descansando por mais uma hora.

Décimo Segredo
  • Chegou o momento de assar!!!
  • Mas e a casca do seu pãozinho?! Já pensou como ela deve ficar?
  • Se você quer uma casquinha brilhante, pincele com 1 ovo batido com 1 colher de sopa de leite ou água.
  • Para uma casca dourada, pincele 1 ovo misturado com algumas gotas de café.
  • Casca crocante, pincele apenas com água.
  • Casca Macia, pincele com manteiga derretida, ou óleo, repita várias vezes enquanto o pão assa.
  • Casca Dura, coloque uma assadeira com água fervente no fundo do forno enquanto o pão assa, e deixe o pão esfriar dentro do forno.

Décimo Primeiro Segredo
  • Você quer fazer um monte de pães e congelar depois?
  • Para congelá-los, é necessário:
  • Depois de assados e já frios, devem ser embalados em sacos plásticos de congelamento, etiquetados com a data de preparo, pois o pão fica conservado por 2 meses.
  • Para descongelar o pão basta levar ao forno numa temperatura de 150 graus por 15 minutos, mais ou menos, dependendo do seu forno.

Dica Extra
  •  Crosta pálida: pode ser falta de açúcar na massa, forno frio ou excesso de descanso.
  •  Crosta escura demais: excesso de açúcar, forno quente ou pouco crescimento.
  •  Miolo muito denso: massa forneada antes da hora, massa muito dura ou pouco descanso.
  •  Miolo frágil: uso abusivo de melhoradores de massa, falta de gordura, falta de açúcar.
Você pode ver outros defeitos que podem acontecer com um pão,clicando aqui .

Algumas receitas de pães que já postei (clique na foto para ver a receita):

 Caracol de canela Pão simples com gergelim e chia Pão  muito fácil



 Rosca de goiabada Pão simples Pãezinhos simples